terça-feira, 19 de agosto de 2014

Kimono Drops: Aquecimento para a Bienal do Livro de São Paulo - 2014

Nesta semana começa um dos grandes eventos que São Paulo recebe de dois em dois anos e que lota o Pavilhão de Exposições do Anhembi independente do dia e do horário.

A 23ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo começará nesta sexta feira, dia 22 de agosto, e promete muito mais do que estandes e livros, palestras incríveis e a chance de encontrar aquele seu autor favorito, seja nacional ou internacional, também te esperam.


Pronto, uma introdução digna para um blog de meia pataca. huhu

Muito bem, pessoal, vou confirmar algumas coisas, informar o que você precisa saber e não se descabelar para tentar encontrar no site do evento, além de pedir sugestão aos leitores que se sentirem à vontade para dar alguma.

Contagem regressiva para surtos
Quando eu falei que faltava menos de um mês para a Bienal enchi um post com várias informações interessantes e importantes para todos que querem se endividar divertir no Anhembi. Recomendo que dê uma olhada nele, pois eu provavelmente posso esquecer de incluir alguma coisa aqui.

Evento - Horário - Local
23ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo acontece em...
Dias: 22 a 31 de Agosto de 2014
Horários: De segunda à sexta a partir das 09h às 22h.
Sábado e Domingo a partir das 10h às 22h.
No dia 31 de Agosto o evento começa às 10h e vai até às 21h.
Endereço: Avenida Olavo Fontoura, 1.209 - Bairro Santana - São Paulo/SP

Ingresso - Preços
Os ingressos podem ser adquiridos online ou no próprio evento.

Segunda à quinta: inteira - R$ 12,00 / meia - R$ 6,00
Sexta, sábado e domingo: inteira - R$ 14,00 / meia - R$ 7,00

Crianças de até 12 anos e maiores de 60 anos: entrada gratuita mediante apresentação de documento que comprove a idade (RG, certidão de nascimento). Apresente no guichê de compra e na entrada do evento.

Comerciário inscrito no Sesc-SP, estudante e portador de celular Samsung pagam meia-entrada mediante apresentação de documento/aparelho que comprove a situação. Apresente no guichê de compra e na entrada do evento.

DIA 28, QUINTA FEIRA, COSPLAYERS ENTRAM GRATUITAMENTE.

Transporte - Preços
O blog não recomenda que você vá de carro, pois o estacionamento custa R$ 40,00 para automóveis e vans. Motos pagam R$ 30,00. Ônibus e micro-ônibus R$ 70,00. E caminhões R$ 120,00.

Opte por transportes públicos ou táxi.

Você pode ter todas as informações sobre estações de metrô/ônibus, transporte gratuito, entre outros na seção Localização do site do evento.

Aplicativo (App)
Tem um smartphone com Android ou iOS (Apple)? Então facilite a sua vida baixando o aplicativo da Bienal para o seu celular!

"Kimono, eu tenho algumas dúvidas..."
Corre para o http://www.bienaldolivrosp.com.br/ e se informe.
Se preferir, leia as Dúvidas Frequentes, o famoso FAQ.

A seguir, dicas que podem melhorar a sua visita ao evento.

Hora das dicas salvadoras de vidas
E de paciência!

Esta é a minha QUARTA Bienal do Livro.
Fui nas edições dos anos de 2004, 2010, 2012 e agora, se tudo der certo, na de 2014. Dez anos da minha primeira Bienal. Uau. *o surto foi removido daqui*

Gostaria de falar que sou expert nesse tipo de evento, mas sei do meu pouco potencial. De qualquer forma, tenho algumas dicas importantes de "veterana" para quem vai pela primeira ou segunda vez e quer saber como pode melhorar sua experiência na Bienal.

Eu fiz uma listinha em 2012 que será repetida parcialmente aqui.

-Roupas confortáveis: o Anhembi é GIGANTESCO, então não invente de ir de salto, roupas muito mais glamourosas do que práticas, leve um casaco e um guarda-chuva porque não se deve confiar no clima de São Paulo.

-Estressados e impacientes não entram: se você não tiver saco para ficar andando, disputando espaço com pessoas que sentam no chão para ler ou galera que para NO MEIO DO CORREDOR, melhor ficar em casa ou optar por comprar livros em uma livraria.

-Crianças: são adoráveis, tem programação para elas no evento, é bom cultivar o prazer da leitura nos pequeninos, só que vale lembrar para reforçar os cuidados. Local gigante cheio de gente é o típico ambiente em que se você der bobeira a criança some num piscar de olhos.

-Dinheiros: está aí uma coisa que não possuo, enfim... Não leve apenas um "tipo" de dinheiro. Vá munido de moedas, dinheiro de papel e cartões de crédito/débito. Não recomendo o uso de cheque, porque hoje em dia o pessoal não tem aceitado.

-Segurança: infelizmente o mundo está cheio de gente mal-intencionada, então NÃO DÊ BOBEIRA! Mantenha os objetos de valor próximos a você e dificulte a vida do sacana. Bolsas para frente, atenção nos arredores, nada em bolso de trás de calça! Evite tirar um bolo de dinheiro para escolher com quais notas vai pagar, isso chama a atenção de todo mundo, inclusive de quem quer estragar o seu dia. A sugestão aqui é que se faça "bolinhos" de R$ 5, R$ 10, R$ 50 e R$ 100, separados na carteira.

-Alimentação: vou bater a real para vocês, os preços são caros. Não pense que não vai ficar com fome ou com sede. Caso não tenha dinheiro sobrando (como eu), leve garrafas de água na bolsa e lanches. Ajuda também se você já for alimentado.

-Banheiros: saiba onde ficam, pois nunca se sabe quando o sistema digestivo vai te dar aquela zoada.

-Antecedência: se vai assistir alguma palestra CHEGUE BEM CEDO. A fila de entrada pode estar ENORME e você com certeza não vai querer perder o começo de algo que você se programou. Fique de olho sobre a retirada de senhas e a capacidade de público (se vai ter lugar para você)!

-Preparação/Programação: um dia antes separe a roupa e coloque TUDO O QUE VAI LEVAR na mochila/bolsa. Faça uma lista de livros que pretende comprar, das editoras/estandes que quer visitar, das palestra que quer ver, das conversas com autores que quer participar.

-Possibilidades: Final de semana entope, todos nós sabemos desse dado aterrorizador. Se puder ir em dia de semana e horário comercial, vá. Combine com o chefe suas folgas para poder ter a chance de não perder o evento. 

-Guarda-volume: você pode usar esse serviço lá na Bienal. O guarda-volume ou guarda-malas fica na saída do evento e não é gratuito.

-Mapa e informação: imprima o mapa do evento (na edição passada eu não recebi o mapa na entrada e só não me perdi porque anotei mais ou menos onde estavam as editoras que eu queria visitar), anote as editoras/estandes onde quer ir, saiba mais ou menos onde as coisas estarão para você não perder horários e nem ficar feito uma barata tonta no meio do Anhembi.

-Compras: o blog recomenda que você passeie primeiro, vá nas palestras que quer assistir, faça o reconhecimento do local (saiba onde fica banheiro, praça de alimentação, espaços onde acontecerão as palestras) e deixe as compras para o final. É importante ressaltar: se a palestra é muito tarde, siga os passos comentados acima e troque apenas as "compras" de lugar. Faça-as primeiro e depois vá assistir a palestra.
Dia de semana depois do horário comercial começa a lotar, então fique de olho nisso.

O choro a seguir é livre para todos os públicos
Reparei que ao fazer este post comecei a ficar meio depressiva.
É tanta coisa que quero assistir, mas que vai começar em horários complicados e dias que eu não me programei para ir, que estou querendo derramar algumas lágrimas de desespero, angústia e frustração.

Toda a programação do evento poderá ser vista no Guia de Programação.

Estou pretendendo (nem sempre querer é poder) assistir a conversa sobre HQ e mangá com Heitor Pitombo e Cassius Medauar no dia 29/08 (sexta). É preciso retirar senha 30 minutos antes. Começa às 19h. Capacidade para 80 pessoas.

Eu adoraria estar lá, visto que, os colegas blogueiros de assuntos otakus sempre participam dos eventos de anime ou da editora cobrindo suas novidades, enquanto eu surto loucamente no Twitter (no meio do trabalho).
A Bienal também seria a minha chance de agradecer o editor de conteúdo da JBC pelo belo trabalho com Magi (Shinobu Ohtaka), afinal, o que meti o pau nessa editora com Nura - A Ascensão do Clã das Sombras (Hiroshi Shiibashi) não está escrito no gibi!

Esta lista não foi feita pelo Reddington*
Como neste ano todo o dinheiro que eu tinha pensado que teria para gastar "foi-se com o vento", vou restringir a minha lista aos mais necessários (ainda bem que você não pode escutar o meu choro).

Pesquisei alguns títulos de autores brasileiros, que se comprados, terão Resenhas aqui no blog! Afinal, está faltando hype com o Brasil e seus talentos!

Entre eles estão:
-Deuses de Dois Mundos - O Livro do Silêncio
-Deuses de Dois Mundos - O Livro da Traição
Autor: PJ Pereira
Editora: Boa Prosa
Comentário: A história se divide entre o mundo dos orixás e São Paulo. Pela sinopse fiquei bastante interessada em como o autor mistura posteriormente as duas "dimensões" tão diferentes e seus personagens icônicos, além de não ser novidade o meu fascínio pelo sobrenatural.

-Eterna: o som do amor
Autora: Bianca Sousa
Editora: Amazon
Comentário: Também se passa em São Paulo e conta com o encontro trágico entre uma profissional cética e um músico assassinado em sua estreia. A sinopse foi instigante e como é ambientado no Brasil já ganhou o meu interesse imediato.

Eu particularmente estou mais interessada em ver qual é a dos nossos escritores brasileiros do que me debruçar em best-sellers tidos como ótimos por vários blogueiros literários e que contam histórias em lugares estrangeiros com personagens de nomes "enfeitados". Não ando nessa vibe.

As exceções de literatura estrangeira que eu gostaria de ver se irão me agradar são:
-Marina
Autor: Carlos Ruiz Záfon
Editora: Suma de letras
Comentário: Li a resenha no Calibre Cultural e fiquei encantada. A trama é diferente do que estou encontrando tanto na literatura de novos autores brasileiros quanto na estrangeira, por isso me chamou a atenção. Se vocês não sabem, há tanto mais do mesmo que deixei muitos livros brasileiros de fora da minha listinha.

-O Chamado do Cuco
Autor: Robert Galbraith (pseudônimo de J.K. Rowling)
Editora: Rocco
Comentário: Eu comecei a me interessar por livros e pela escrita depois de conhecer a saga do jovem bruxo de Rowling. Por este título ser bem diferente de sua primeira série, fiquei curiosa para saber quais outras facetas a criadora de Harry Potter pode mostrar.

Tem brasileiro envolvido, não deixa de ser literatura estrangeira, porém...
-As Mil e Uma Noites (4 volumes)
Tradutor: Mamede Mustafa Jarouche
Editora: Biblioteca Azul
Comentário: Depois que me viciei em Magi, que bebe do universo de "As Mil e Uma Noites", foi impossível não querer resgatar o antigo desejo de ter esta coleção comigo para leitura intensa.

Estes foram apenas alguns títulos que peguei para citar aqui.

Ainda estou com muitos livros técnicos que peguei em 2010/2012 para ler, por isso minha lista desta Bienal só tem ficção. É preciso limpar a mente para outros estilos de escrita e se reinventar sempre que possível.

Kimono Vermelho no Evento das Maravilhas
Muito bem, vamos ver como as coisas estão organizadas... na minha cabeça.

Minha pretensão/programação é cobrir a Bienal entre os dias 25 a 29/08.
É possível que eu apareça nos dias 23 e 24/08 por conta de palestras, contudo, ainda não está nada confirmado. Nenhum horário fixo.

Trarei posts com fotos, comentários, compras, choro livre e as novidades que eu puder apurar além de detalhes sobre os eventos dentro do evento.

"Kimono, vou poder te ver/conhecer/bater um papo..."
Sim, é para isso que existe a seção de comentários! Por favor, seja bem vindo!!! \o/
"...lá na Bienal, sua gorda besta!"
Não.
Estarei camuflada entre as garotas gordinhas de óculos que preferem se encantar com bishounens [garotos 2D bonitinhos] do que com homens "de verdade" que não sabem nem cozinhar.

Sacomé, sem credencial de blogueira, sem motivos para ir de vermelho, sem motivos para me arrumar toda como se fosse para um encontro. É a vida, chuchu.

Agora o assunto "Bienal do Livro" só será visto novamente aqui no blog com os posts escritos especialmente sobre o evento quando a blogueira chegar em casa morta de cansaço e lembrar que prometeu parecer mais "profissional". Espero não ter que rir da minha incompetência num futuro próximo.

Bienal, aí vou eu!

*citação ao personagem Raymond "Red" Reddington (James Spader) da série The Blacklist (NBC).

Por Kimono Vermelho (19/08/2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar conheça as nossas regrinhas:
-Não poste nada ofensivo, respeite os outros;
-Não brigue, aqui não é ringue de boxe;
-Não faça merchandising do seu blog com a desculpa de "ah, mas eu comentei sobre o post também".
Siga as regras e você não conhecerá o lado escroto da Kimono.