segunda-feira, 24 de março de 2014

CPM: Moda

Às vezes eu esqueço que este blog é multi-assunto e não só "olha, tem um conto aqui e... olha, tem Diários de Uma Escritora e... olha, vou falar de novo sobre polêmica e" acho que vocês entenderam.

Normalmente eu deixo aquele aviso para os homens, mas não sei se esse texto vai ter muita serventia... A não ser que o leitor de sexo masculino esteja a fim de saber mais sobre moda feminina no quesito o que queremos, o que vestimos e o que nos faz sentir bem.
Bom, deixo a cargo de vocês, rapazes, quererem dar uma bisbilhotada ou procurar por outros textos mais atrativos no blog.

Voltaram os puxões de orelha!
Hum... Não exatamente.
Hoje o texto que trago é mais de autoestima do que de bronca.

Moda.
Ela gera uma ditadura da beleza que pode se tornar um câncer terminal se você não tiver uma cabeça boa.
Ela dita as regras, diz o que podemos ou não vestir, quais devem ser as medidas dos nossos corpos e assim por diante.

Acontece, estimadas amigas, que nem todo mundo nasceu com uma genética exemplar, portanto, fica praticamente impossível para muitas seguir com os padrões de beleza estabelecidos pela sociedade, ou melhor, pela moda.

Atualmente temos as modelos plus-size, um mercado que tem crescido com o tempo e mostrando que as moças acima do peso também merecem se valorizar.
Vai, fala, não é uma delícia vestir uma roupa nova ou uma lingerie mais atraente? A gente até se sente mais mulher em alguns casos, o que é hilário.

O importante é saber valorizar sua própria beleza, sendo magra, gordinha, alta ou baixinha. É não se esconder atrás do que parece mais certo, como se você devesse viver como um fantasma.
Ei, mulheres, nós somos lindas! Não existem criaturas mais lindas do que nós na face da Terra! É assim que devemos pensar.

"Ah, mas eu estou acima do peso."
"Ah, mas eu tenho muito pelo."
"Ah, mas eu tenho estrias."
E os mais "ah não sei o que" de sempre...

Está insatisfeita com o seu corpo? Procure um médico.
Por exemplo, se você sente que está acima do peso, vá em um endocrinologista, faça todos os exames e comece um tratamento, se for o caso. Procure também uma nutricionista e, se é sedentária, comece a fazer alguma atividade física.
Lembrando que o importante aqui não é seu peso, e sim como está a sua saúde.

Quanto aos pelos e estrias, é só procurar uma dermatologista.
Não tem nada de muito difícil nisso.

Nós mulheres estamos sempre procurando pelo corpo perfeito e esquecendo de procurar o NOSSO PERFEITO.
Por exemplo, pela minha condição física jamais serei uma Emma Watson da vida e nem tenho mais esse desejo deturpado. Hoje busco encontrar o meu eu perfeito, algo que me satisfaça e que me mantenha saudável.

Todas as mulheres são lindas, elas só precisam encontrar essa beleza em si mesmas e aprenderem a dar um up nas roupas, cabelo e maquiagem.


E aquela velha história...
Não tem coisa mais idiota do que ouvir alguém dizer: "Mulher se veste para outra mulher" ou "mulher se veste para o homem".
As duas frases são ridículas.
Já me adianto para pedir desculpas ao dono da primeira, o adorável Ronnie Von, exemplo de mãe de gravata e um ótimo apresentador.

Contudo, há bons poréns sobre aqueles dois comentários:

"Mulher se veste para outra mulher" - A pessoa que faz isso, no mínimo, eu acredito que tenha algum distúrbio mental, já que acha todas estamos competindo por alguma coisa (neste caso, leia: homem).
Se você se veste para "competir" ou causar inveja, sinto muito, mas essa sua autoestima é mais baixa que a minha, e olha que eu sou gorda, nanica e provavelmente bem mais feia que você.

"Mulher se veste para o homem" - Sério que você só consegue pensar em ficar bonita para agradar um homem? Esse é o nível de amor próprio que você tem?
Então está muito mal, ou melhor, péssima, pois é o tipo de pessoa que normalmente se entrega de corpo e alma, além de fazer tudo que o homem manda, como se fosse seu cachorrinho adestrado, para mantê-lo por perto.

O certo é: "Eu me visto para mim mesma, para me sentir bem."
A mulher que se veste para si mesma é mais confiante e tem uma dose de autoestima bem mais elevada. Ela quer se agradar antes de qualquer outra pessoa e isso chama atenção. É como se você irradiasse luz própria. 

Crítico/consultor/sabe-tudo de moda
Parece formiga, sabe? Existe aos montes e no fim, na boa parte das vezes, só traz aborrecimentos.

Quem vai em programas de televisão não é o Mago da Moda, não se iluda. Esse pessoal, quando estuda sobre, tem uma visão própria muitas vezes forte e algum  (bom ou não) conhecimento sobre tendências.

Uma das pessoas que tem mais me irritado nos últimos tempos é Juliana Ariza. Entendo o ponto de vista dela ao criticar algumas roupas de famosas, no entanto, tem coisa ali que é bonita sim, só não passa pelo crivo dela e de seu "bom gosto".
O ruim disso não é o que ela diz, e sim o que a mulherada faz com a informação.

Na boa, tem coisa na moda (principalmente de passarela) que é simplesmente horrível. Isso quando não surgem combinações estrambólicas de peças horrorosas nesses gêneros "reformule meu guarda-roupa".

Na minha opinião, todos devem usar o que quiserem desde que não desrespeitem a legislação do país que está morando/passeando.

Sejam roupas confortáveis, tendências da moda ou um estilo próprio. Devemos nos sentir bem com que usamos, e não fazendo algo forçado porque meia dúzia de gato pingado disse que vai ser o top em tal estação. Sei lá, soa idiota para mim.

♫Eu voltei...♫ Será que agora é para ficar?
Espero que sim.
Acredito que 2014 seja um bom ano, ainda mais porque o blog fará 3 anos de existência! E1t4! Será que ele passa dos sete? Vamos ver, né?

Ficarei feliz em receber seus comentários e saber se gostaram do post.

Nos vemos no próximo Conversa Para Mulheres!

Por Kimono Vermelho (24/03/2014)

2 comentários:

  1. Olá!!

    Curti bastante seu post e sou dessas que se veste para ficar de bem comigo. Se bem que tem uns dias que não estou de bem com ninguém, principalmente eu e acabo me sentindo feia. Pá, hormônios.

    Não gosto desses programas de moda que tende a mudar o estilo das pessoas, se bem que tem algumas que merecem né? rsrsrsrs

    Juliana Ariza é do programa Mulheres não? Acredito, que assim como crítico de cinema, ela é paga para falar mal das roupas das celebridades, em especial a da Fernanda Fernandes. rsrsrsrs. Se não for ela, fui ali enfiar minha cabeça em algum lugar tá?

    Ótimo post. E eu me perguntando o que seria CPM (logo pensei na banda)....

    Até

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Natália!

      Sim, às vezes tem dias que nada fica bem, mas pelo menos não é sempre.
      Com certeza! Algumas pessoas precisam aprender a se valorizar mais, usando roupas melhores.
      Sim, ela aparece bastante no programa Mulheres... XD
      Pois é... A abreviação da seção acabou virando lembrança daquela banda que eu via clipe na MTV na adolescência. Vish.

      Obrigada pelo comentário!

      Excluir

Antes de comentar conheça as nossas regrinhas:
-Não poste nada ofensivo, respeite os outros;
-Não brigue, aqui não é ringue de boxe;
-Não faça merchandising do seu blog com a desculpa de "ah, mas eu comentei sobre o post também".
Siga as regras e você não conhecerá o lado escroto da Kimono.