quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Falta de louça pra lavar...

Durante o período que estive sem atualizar o site, várias coisas aconteceram e entre elas uma polêmica envolvendo a Polícia Militar, alunos da USP, drogas e invasão da reitoria. Muita coisa, não? Até que não.
Quem não estiver sabendo desta notícia, procure se informar o mais breve possível ou aproveite para ler uma crítica sem saber do que se trata. Se depois desta matéria, sua curiosidade falar mais alto, ficarei contente.


Este post pode ser visualizado em fundo branco, letra preta aqui.


O que me chamou a atenção em toda essa baderna desnecessária é o comportamento de ALGUNS alunos da USP, já que não se pode generalizar, pois apenas um grupo de pseudo-revolucionários é que estão levando o nome da instituição para o brejo.
No começo deste ano um aluno foi morto em um assalto e vários comentários sobre a falta de segurança na faculdade surgiram. Depois houve mais uma violência (e sabe-se lá quantas que não foram divulgadas na imprensa) que motivou a USP a fazer um acordo com a Polícia Militar.
Certo, tudo parecia perfeito ou pelo menos mais tranquilo para a maioria dos estudantes, quando de repente...
Eu tenho uma dúvida. Eu gostaria de saber se a maconha é legalizada no Brasil.

CLARO QUE NÃO É!

Sim, toda essa babaquice de invasão de reitoria, pseudo-revolução e gente dando chilique na USP, começou por causa de 3 "estudantes" que estavam usando o entorpecente nas dependências da universidade e foram flagrados pela polícia. Obviamente os rapazes seriam detidos para dar explicações ao delegado e com certeza assinariam um termo circunstancial (só para falar que passou ali e deu o seu depoimento), depois sendo liberado. É, apenas traficantes são presos, usuários não.
Até aqui a minha opinião é a seguinte: maconha é droga ilegal, ou seja, não deveria ser usada e muito menos vendida. Sou contra a legalização do entorpecente, pois se for para liberar geral, vamos também legalizar a cocaína, o LSD, o crack e todas as outras substâncias ilegais, inclusive o chumbinho (conhecido veneno de rato, atualmente proibido no país, porém ainda fácil de comprar). Vamos legalizar a prostituição e vamos soltar todos os presos do presídio.
Exagero? Acha que é exagero? Certo, quando seu filho, seu pai ou algum parente seu se viciar nessas verdadeiras drogas, não chore, não sofra, não perca a sanidade. Fume um baseado e sinta uns baratinhos.
Tem gente que gosta de ser hipócrita.
"Ah, mas e o cigarro? E as bebidas alcoólicas?"
Não sou a favor de nenhum.
Por ter alguns problemas de saúde, eu abomino cigarro. E por estar cansada de ver inocentes morrendo por imprudência de pessoas embriagadas, também não tenho motivos para ser favorável ao álcool.

Continuemos o conto de fadas...
É, mas os "estudantes" abordados não foram se explicar na delegacia, criaram o maior escândalo, digno de criança birrenta chorando em shopping, e fizeram um levante! Contra o único órgão capaz de proteger nós, cidadãos de bem.
O que os rebeldes sem causa e pessoas desinformadas pensam é que a polícia é TOTALMENTE CORRUPTA. Claro, assim como TODOS os alunos da USP SÃO MACONHEIROS. Será que deu para entender, agora?
Não são TODOS os estudantes da universidade que usam drogas. Não são TODOS os policiais que são corruptos.
É muito fácil colocar o dedo na cara de alguém e se achar o dono do mundo, o injustiçado. Claro, esse direito nos é assegurado pela Constituição. Temos o direito de dizer e pensar o que quisermos, certo? E é isto que estou fazendo aqui.

Por que policial vai para o outro time? Alguns gostam do poder, do dinheiro, do podre... Mas também há aqueles que cansaram de ver sua família passando dificuldade.
Quer julgar? Mesmo? Se você tem pessoas que ama e que quer proteger, uma proposta tentadora dessas (de entrar para o lado corrupto e ganhar mais) pode te fazer balançar.

"É uma honra não aceitar!"
Honra não enche barriga, não paga as contas. É a mesma situação de crianças e adolescentes na favela. Se você puder ganhar mais e estiver disposto a assumir os riscos, acha que alguém vai ligar para honra?
Os discursos politicamente corretos são lindos. Entretanto quero que se lembrem que ainda vivemos na realidade, não no conto de fadas.
A polícia ganha mal, ou melhor, aqueles que arriscam sua vida todo o dia ganham mal.
Neste ano os bombeiros fizeram greve para pedir o aumento do salário, pois também enfrentam muitos perigos para receber tão pouco. Foi o maior auê, falando no português correto, porém a motivação foi nobre.
Professores, policiais, bombeiros, médicos de hospitais públicos (que não têm clínicas)... Todos eles mereciam os salários dos nossos políticos.
Meu vereador, senador, deputado federal, deputado estadual, prefeito, governador, presidente, nenhum deles vai tomar tiro por mim, não estão ensinando o abecedário a ninguém (a maioria só o da roubalheira), não salvam vidas ou curam doenças. Por que precisam de mais de R$ 3.000,00 de salário? Aliás, com esse valor dá para viver bem. No máximo talvez até R$ 5.000,00, para não reclamarem do meu pãodurismo.

E daí os pseudo-revolucionários colam um cartaz escrito à mão numa parede do lado de fora da faculdade, dizendo que os policiais não são trabalhadores, que apenas oprimem.
-->


Sabe o que é opressão?
Pergunte ao Chico Buarque, ao Tom Jobim, ao Caetano Veloso, ao Gilberto Gil.
A ditadura foi uma época nefasta na história do Brasil. Eles sim foram revolucionários, lutaram por um país melhor.
Esse grupo de alunos está lutando pelo quê? Pelo direito de fumar maconha, uma droga ilegal, dentro da universidade?
Ok, quero reivindicar o meu direito de ler mangá (revistas em quadrinhos japonesas) no horário que eu quiser, seja no trabalho, em casa ou na rua. Quero também ter o direito de comer pizza todos os dias acompanhado de uma garrafa de refrigerante bem geladinha! E quero também assegurar o meu direito de trabalhar no horário que eu bem entender.

Quer usar substância ilícita? O problema é seu, mas faça isso na sua casa.
Querer dar uma de "revolucionário" e depois sair correndo dizendo que bateram em você, é fácil.
Só não falo que sou a favor da polícia descer a porrada nesse tipinho de gente, porque... Estou tentando ser politicamente correta, APESAR de poder manifestar livremente a minha opinião e esse DIREITO foi conseguido pelos verdadeiros revolucionários do meu país.

Disseram que os policiais não são trabalhadores. Certo, estamos falando daqueles que ficam dançando na frente de um celular e colocam o vídeo na internet?
Ah, não? Então estamos falando daqueles que patrulham as ruas, frustram assaltos a bancos e que uma vez ou outra podem morrer em serviço. Verdade, eles não são trabalhadores, são suicidas. Pois estão lutando por pessoas que não se importam com eles, com o sofrimento de suas famílias.
É tão prático estar no conforto da sua casa, no seu sofá macio, assistindo sua televisão de plasma e observando o choro das viúvas que perderam seus maridos e que terão que criar seus filhos sozinhas, estes que não vão ter o amor do pai durante o resto de sua vida. E o que falar das nossas estimadas policiais? Mães dedicadas que podem, de uma hora para outra, deixar seus filhos sem o seu carinho?

Desculpe, eu não cheguei a esse nível de sadismo.
"Ah, mas não é a minha família!"
Para mim é como se fosse.

Do mesmo jeito que pessoas cuidam de animais maltratados e sentem a sua dor, eu me compadeço com o sofrimento de trabalhadores que apenas queriam deixar a nossa cidade, o nosso país, um pouco melhor. Menos um policial no mundo, é mais dez bandidos na farra.

E então, as crianças descobrem a revolução!
Os alunos que estavam usando maconha logo tiveram apoio de vários colegas e começou toda essa barbaridade de protesto e pedido da retirada da Polícia Militar da USP. Com certeza deve ser divertido andar por lá, à noite, e ser assaltado ou coisa pior. Acho que é isso que o grupo de "revolucionários" deve pensar. Uma aventura a mais!
Depois, é claro, veio a cereja do bolo, a invasão da reitoria que, aliás, foi depredada.
Aí as pessoas reclamam da truculência da polícia ao retirar os "alunos".
Neste caso, depredação é agressão a patrimônio de terceiros (na verdade público, porque a USP é sustentada por nós), o que configura crime, quem pratica crime é bandido... Hum... Direitos Humanos não deixa bandido apanhar? Ah, então tá certo, a polícia é truculenta, cruel E roubou o dinheiro do meu lanche!
Eu, particularmente, adoro hipocrisia e também o cinismo, este presente no texto. Se você não reparou, melhor estudar um pouco mais.
Posso ter me exaltado quanto a exemplos, mas as pessoas precisam acordar para a realidade. E às vezes é preciso esse "tapa na cara".

#ForaPM
Como nada neste mundo é perfeito, eu apoio esses revolucionários! Sou a favor da PM fora da universidade!
Voltem para as ruas, para prender meliantes, atender ocorrências... Vocês fazem falta aqui na cidade.
E se alguém da USP reclamar... Bem, vá reclamar com o grupo que iniciou o levante mais vergonhoso da famosa Universidade de São Paulo. Sim, famosa, importante e agora... Motivo de vergonha para os verdadeiros estudantes da instituição.

Todo mundo gosta de argumentar sobre Direitos Humanos, polícia corrupta, políticos ladrões, revolução...
Discurso bonito e tedioso.
Eu até seria mais a favor da Justiça se ela realmente fosse cega, mas sabe como é, a lei tem brechas e os advogados são espertos e bem pagos para encontrá-las.
Violência só gera mais violência. Concordo. Violência gera medo. Concordo. E é por isso que eu estou presa. Presa dentro da minha própria casa. Assim como milhões de brasileiros e como os moradores da Rocinha, favela que a partir de ontem (12/11/2011) deverá ser ocupada pela polícia para ser pacificada (receber uma UPP).

O engraçado mesmo são os comentários sobre essa bagunça na faculdade. Muitos dizendo que esse grupo de rebeldes sem causa é tudo filhinho de papai, bem de vida e que teria dinheiro para pagar uma faculdade. É claro se sobrasse, não é? Porque para sustentar o vício em entorpecente vai muita grana.
Piadinhas de mau gosto à parte, acho que as pessoas bem abastadas procuram a instituição por ela ter renome e graduar ótimos profissionais (o que atualmente me deixa um pouco de dúvida). Mesmo que eu tivesse condições, estudaria lá por causa disso. Não estou querendo desmerecer as outras faculdades, porém fama é fama, mesmo que discutida e discordada.
Se eu tinha algum encanto pela Universidade de São Paulo, ela dissipou de vez. Sim, por causa de um grupo com pessoas de alto nível de intelectualidade baixa.
Desculpe todos os verdadeiros estudantes, pois vocês merecem respeito E segurança! Vocês não são desocupados! Vocês são uma parcela do futuro do país!
Se você desanimou com a matéria e pretende desistir da universidade, não se deixe influenciar pela minha opinião. Busque os fatos, se informe e forme você mesmo a sua opinião. Isso aqui é um desabafo que pode ser criticado para o bem como para o mal. Afinal, esse é o meu direito e o seu direito.

O único lado certo é aquele que faz o certo, apesar de o certo poder ser certo para você e ser errado para mim. Pense nisso.
Os pleonasmos são só para confundir e divertir.

Por Kimono Vermelho (13/11/2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar conheça as nossas regrinhas:
-Não poste nada ofensivo, respeite os outros;
-Não brigue, aqui não é ringue de boxe;
-Não faça merchandising do seu blog com a desculpa de "ah, mas eu comentei sobre o post também".
Siga as regras e você não conhecerá o lado escroto da Kimono.