quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Crenças e Ideais

Já presenciou debates que não levavam a lugar nenhum? É corriqueiro e acontece principalmente com religião.
Todo ser humano tem algo em que acredita, defende e/ou usa como modo de vida.
Eu me sinto culpada por acreditar no que acredito às vezes, porque as pessoas têm opiniões ferrenhas e parece que apontam de dedo na minha cara.
O fato de eu acreditar em Deus pode irritar alguns ateus. O fato de eu comer carne pode irritar os vegetarianos. O fato de eu não seguir dogmas pré-estabelecidos por religiões que não acredito pode irritar seus seguidores. O fato de eu ser hétero e apoiar os direitos dos homossexuais pode irritar o Bolson... Digo, os conservadores. O fato de eu achar legal matar bandido... Pode irritar os bandidos. '-' E o fato de eu escrever essa matéria vai irritar todo mundo que discordar e... Assim começa um debate que não leva a lugar nenhum.


Este post pode ser visualizado em fundo branco, letra preta aqui.


"Meu deus é melhor que o seu!" - "Não! O meu é que é!" - "Errado os dois, Deus não existe."
O que mais move a intolerância no mundo é a religião e o não-respeito às crenças alheias.
Eu queria saber o que tem de ofensivo em acreditar no deus X ou no deus Y. Já pensou que é tudo a mesma coisa? É um ser (ou vários) que possui poderes maiores que os dos seres humanos. Ponto. O que muda são os feitos, os nomes e a história. Em suma é tudo farinha do mesmo saco.
Eu queria saber o que tem de ofensivo em não acreditar na existência de um deus. Acho nobre a pessoa não acreditar num ser divino, mas acreditar em sua própria capacidade. Do que adianta crer num deus e depender dele sem acreditar em si? Para mim é um fracasso.

Minha situação nesse tópico: Acredito em Deus, gosto de conhecer a história sobre as outras religiões e crenças e não gosto de dogmas religiosos, que acredito serem impostos por seres humanos opressores e não por Deus.
Dentro da religião, o que eu condeno é o fanatismo, o fato da maioria não pensar por si mesmo e seguir feito rebanho, e fazerem de tudo para que você admita que está errado na sua crença e que deve seguir a deles.
Dentro do ateísmo, o que eu condeno é "fazerem de tudo para que você admita que está errado na sua crença".
Com o perdão do trecho a seguir, eu estou CAGANDO para o que você acredita, deixa de acreditar ou quer me fazer acreditar. Se eu julgar sensato, eu mudo. Não é porque você vai ficar gritando no meu ouvido que algo vai mudar. Eu TENHO A MINHA CRENÇA e você não vai poder mudar isso.
As pessoas não admitem que não podem mudar os outros. Acham que na base da "porrada" podemos mudar. Aprendam, todos vocês, não se pode controlar o que há dentro do ser humano, é único dele, e não depende da sua força ou argumentos.
Eu não sou uma pessoa muito religiosa e não acredito que seguindo dogmas vou agradar Deus tanto assim. Não gosto de igrejas (apesar de me sentir balançada pela exuberância da Catedral da Sé - cidade de São Paulo/SP) e nem de cemitérios. Eu não tenho medo de ir para o inferno, pois acredito que já vivemos nele. Quem merecer ir para o "Paraíso", vai. Quem não merecer, vai para a Terra mesmo.
Eu não vim para agradar o meu Deus e ganhar pontos com Ele, eu vim viver a minha vida e ser sincera comigo mesma. Quando EU morrer, EU me resolvo com o pessoal lá de cima.
O que eu admiro numa crença? A fé. Qualquer coisa onde você deposita a sua fé (o seu acreditar) é louvável. A fé sozinha é algo que eu simpatizo.
Ok, agora vamos para os ateus...
Concordo inteiramente que a maioria dos religiosos são cegos, dependem SOMENTE de sua crença e aguardam milagres caírem do céu. Eles não acreditam em si mesmos e acham que um deus lá em cima vai resolver tudo.
Sim, tenho crença, mas sou racional.
Não me ofende quando eles dizem que Deus não existe. É a opinião deles. O que vou fazer? Tacar uma Bíblia na cabeça do ateu? Desculpe, esse tipo de violência gratuita por motivos estúpidos não me seduz.
"Você acredita em algo que não existe. Não acha isso estúpido?"
Resposta: Tem gente que gosta de bandas escrotas que não deveriam fazer sucesso. Não acha isso estúpido?
Ateus não me ofendem, tanto que sou amiga de um e tenho outro me seguindo no Twitter, que, aliás, é muito inteligente.
Espero também não ofender ninguém pelo fato de acreditar em algo que não existe. É minha opinião e eu gostaria que você no mínimo RESPEITASSE.

Respeito. Essa palavra é incrível e falta em todos os lugares. Todos gostam de falar "aceite a minha opinião" e nunca "respeite a minha opinião". É isso que gera a intolerância, meus queridos. Não tenho a mínima obrigação de aceitar nada, o meu único dever é respeitar.
Lição do dia: aprenda a respeitar ou não será respeitado.

Não estou escrevendo esta matéria para puxar o saco de nenhum grupo, estou expondo minha opinião. Não gostou? Sinta-se à vontade para fechar o site, pois a leitura aqui não é obrigatória.

Muito bem, depois de deixar muita gente irritada e me xingando de nomes que Deus irá castigar (hahahahahaha), vamos falar de intolerância.
Eu me recordo de dois casos em que revistas ou chargistas receberam duras repressões por terem falado/desenhado um ícone de uma religião que não permitia tal feito. Se na religião é proibido você fazer uma "imagem, descrição ou o que for", não faça. O mundo ocidental tem a mania de "posso tudo". Claro, pode até a hora que morrer.
Não sei qual a vontade louca de confrontar os outros por causa de crença. É o tipo mais idiota de raciocínio. E se você faz isso, me perdoe, mas não passa de um idiota.
No que eu entendo de religião, as únicas que têm um respeito maior pelas outras são: o Espiritismo e o Candomblé. Não conheço outras e se o leitor puder agregar no meu conhecimento, eu agradeço com todo o coração.
Bem, quem não sabe o Candomblé é considerado "macumba e coisa do demônio". Eu também considero "coisa do demônio", o religioso que se confessa, vai à missa, fala mal de alguém, faz fofoca e condena os outros por serem diferentes.
A ignorância também é "coisa do demônio", viu? Só para avisar.
O que eu gosto nas religiões e crenças em geral, são suas histórias. É por isso também que gosto tanto de ser descendente de japoneses, pois o folclore do país dos meus avós é rico em lendas e criaturas fantásticas. Como escritora que me considero, tudo o que é fantástico me fascina. Ainda mais quando se trata do sobrenatural, que convive conosco pendendo entre a tradição e os dias atuais.

Espero que os religiosos e ateus que chegaram até aqui tenham gostado da minha abordagem. Xingamentos são ali na porta à esquerda com os dizeres "você não tem mais argumentos, que vergonha".

-->


"O churrasco estava uma delícia!" - "Assassino!" - "Q... Quê?"
Agora vou entrar num território tão perigoso quanto o religioso... Carnívoros X Vegetarianos.
Decidi fazer esta matéria, principalmente por causa de uma pequena discussão que tive com uma das minhas melhores amigas ontem. Eu, carnívora, ela, vegetariana e ativista. É, acreditem, apesar dessa pequena diferença entre nós, temos opiniões bem parecidas sobre diversos assuntos.
Acredito que a carne e a alface não possam separar nossa amizade, por isso vim aqui escrever sobre o tema que eu queria ter evitado.
Antes, um aviso importante: eu não vou fazer brincadeiras com vegetarianos e não vou discutir dizendo que a minha opinião é a melhor (porque não é), mas pretendo usar certos exemplos e comparações que possam deixá-los irritados. No entanto é para vocês entenderem como eu me sinto em relação ao assunto.

Minha situação nesse tópico: Carnívora.
Eu ainda não conheci um vegetariano que não fosse tão ferrenho com seus ideais, mas mesmo assim não vou generalizar (não é do meu feitio).
Esse pessoal gera um medo profundo em mim. Primeiro, porque fazem eu me sentir uma assassina psicopata: mato (apesar de não matar) e gosto daquilo. Segundo, o modo como falam dos carnívoros me rebaixa a pior criatura da minha espécie, perdendo até mesmo para estupradores, eu acho. Terceiro, eu me sinto culpada mesmo "acreditando no meu ideal". É, os vegetarianos são mais poderosos que os religiosos. Desculpe, eles venceram.
O que me irrita na maioria dos vegetarianos não é apenas a minha condenação como uma criatura suja, mas o fato de empurrarem seu ideal pela garganta a baixo.
Eu como carne e não implico com vocês, por que implicam comigo se nunca falei um "A" para vocês? Eu sei, comer carne é errado, em vossa concepção, mas é minha preferência. Os veg's mais hardcore podem responder "é sua preferência o assassinato?" - Sabe, sou a favor da pena de morte, acho que não temos necessidade de cadeias com traficantes, assaltantes, estupradores, sequestradores. Eles podem morrer, não fazem falta ao mundo.
Chocante? Que bom. Eu não tenho pena de quem faz mal a outro ser humano. E mesmo sendo uma desgraçada-carnívora-assassina, condeno os maus tratos aos animais. Infelizmente uma parte dos vegetarianos não conseguem discernir "comida" de "maus tratos". Que pena o seu raciocínio ser tão obtuso.
Rodeios são idiotas iguais às touradas. "Ah, mas vão matar o touro para comer depois". Existe carne de vaca sendo vendida no mercado, acabou aqui.
Rinhas de galos, mulheres espancando cachorros, pessoas queimando animais de estimação...
Sou sim uma infeliz comedora de carne, mas nem por isso sou insensível ao sofrimento de animais que são abusados e torturados pelos humanos.
Contraditório? Pode ser, pode me condenar, me xingar. Nada muda o fato que alface tem gosto amargo, mesmo quando eu coloco azeite.
Quais argumentos eu tenho contra os vegetarianos? Que vocês gostam de planta? Sabia que a planta é um ser vivo e quando você a arranca da terra, está tirando a vivacidade dela? Sabia que você está assassinando um ser vivo também?
Sinceramente? Não há argumentos. Eu gosto de comer carne, morra com isso. Não vou ficar defendendo meu ponto de vista, porque considero o debate MUITO MAIS INÚTIL do que um contra fanáticos religiosos. Eu como carne, ponto. Você NÃO COME carne, ponto. Vai querer me matar por causa disso? Enfiar beterrabas na minha boca? Quer me chamar de assassina, desgraçada comedora de carne ou adjetivos piores? Ok, humilhar um ser humano que se opõe a sua opinião não é diferente de bater num cachorro e muito menos diferente dos crentes que batem domingo de manhã na sua porta.
Sim, eu fui agressiva nessas linhas anteriores para as pessoas perceberem o quanto elas também podem ser agressivas com seus ideais.
Acho que os vegetarianos tem todo o direito do mundo de disseminar a sua opinião e debater, mas eu não estou fazendo nada, então, por favor, bata nos carnívoros que batem em vocês.
Sim, fico ofendida com algumas coisas que leio, mas não levo para mim. Todos temos o direito de nos expressar, é para isso que lutaram nossos pais e nossos avós na ditadura, mas, por favor, não massacrem quem come carne e fica quietinho no canto. Gosto do ativismo feito pelos vegetarianos e pela força de sua luta, o que realmente odeio é o pseudo-"fanatismo", só isso.
Se você é vegetariano e chegou até aqui, quero te agradecer por ter lido, não aceitado, porém no mínimo respeitado a minha opinião.

"Gay tinha que morrer!" - "E virar purpurina, né, bee?"
Agora vamos falar de um assunto que me deixa mais leve.
Eu sinceramente gosto da maioria dos homossexuais, pois são educados, inteligentes e bem-humorados. Como nada é perfeito na vida, eu sei que existem os mal-educados, ignorantes e mal-humorados, e que os homossexuais estão diminuindo a minha chance de encontrar um namorado. Ou não... Vai saber...
Eu apoio toda forma de amor e estou pouco me lixando sobre o que eles fazem dentro de quatro paredes. As pessoas olham os gays como se fossem um bando de depravados que vão fazer putaria no meio da rua. Aviso aos conservadores, tem tanto heterossexual que gosta de um sado-masoquismo e tantos mais que gostam de crianças... Está condenando o gay por quê?
Eu confesso, dos dois gays que conheci, não me dei bem com nenhum. O primeiro, porque era uma pessoa de caráter sujo e o segundo por ter sido ignorante. Só que não me deixei abater, acredito ainda que terei pelo menos um querido amigo gay. Queria o Crô, mas sabe como é... Brincadeira!
Os homossexuais já têm a minha admiração por enfrentarem o mundo quadrado, onde se prega que o "certo" é homem com mulher e fim de papo. Para mim, o certo é ser feliz.
Agora acabei lembrando que conheço mais dois gays (um maquiador e outro cabeleireiro) e estes são pessoas maravilhosas! Memória falha a minha, desculpe!!! E os dois são extremamente alegres, de bem com a vida. Preciso conviver com gente assim, a rotina tem me deixado depressiva...
O que eu não gosto de ver, seja feito por hétero ou por homo, é casal se agarrando no meio de um local público. Sinto repugnância. O cara metendo a língua na goela da garota e eu e a praça de alimentação inteira assistindo? Desculpe, não comprei esse pornô, posso mudar de canal?
Sou hétero e sinto nojo disso. Se quero me atracar com alguém, faço isso num local mais reservado. Não sou atriz pornô para fazer isso em público.
Conservadorismo? Não, sensatez.
O que me irrita na maioria das religiões é que elas pregam um repúdio, um ódio, tão idiota contra os homossexuais, quando se deveria ter esse comportamento com gente indecente de verdade. O que dizer de antigamente onde casava-se meninas com velhos? E olha que isso ainda acontece mundo afora.
Mas claro, pedofilia é normal, ser homossexual é que é grotesco. Claro, claro... Agora faça o favor de sumir da minha frente.

Minha situação nesse tópico: Mulher e heterossexual.
As pessoas que não respeitam, reclamam e induzem outros a odiar gays, não passam de pessoas frustradas e infelizes. Sem falar que boa parte não assume que é, fica no armário, finge que é feliz com a mulher e de noite vai procurar um travesti para se saciar.
Gente que não respeita homossexual não tem o meu respeito. Sou hétero sim e daí? O fato de defender essa turma que quer ser feliz do seu próprio jeito, não significa que tenho atração por mulheres. Quer me chamar de lésbica? À vontade, meu amor. Você não paga as minhas contas, não preciso provar nada para você e eu sou uma pessoas esclarecida e resolvida.
As pessoas acham que ofendem botando a opção sexual em cheque? Sério isso? Meus amores, só preciso provar para uma pessoa as minhas preferências sexuais: meu namorado.

E também adoro isso, porque quando alguém não têm argumentos, ela vai para a "porrada". Sem argumentos, sem ganhos. Desculpe...

Lembre-se: a intolerância gerou guerras e o nazismo. Se você não concorda com esses "ideais" aí (nazismo e guerras), não seja intolerante. Se você concorda... A comedora de carne aqui é mais decente que você.

Bem, acho que por hoje dá para encerrar essa matéria-desabafo e quero seus comentários! Convido religiosos, ateus, vegetarianos, carnívoros, gays, héteros e todos que leram a matéria para me dar um feedback. Quero saber se vocês gostaram do estilo da matéria, se ela abordou bem os tópicos, se eu sei fazer graça e ironia... Coisas desse tipo.
Aproveite e repasse para os seus amigos. Vamos debater! Só não quero debater com vegetarianos, porque EU TENHO TRAUMA. Obrigada.

Desejo um Feliz Natal a todos e um Próspero Ano Novo. Independente de nascimentos importantes ou não, final de ano deveria ser sinônimo de encontrar quem você não vê há muito tempo e dar um pouco mais de carinho e atenção a sua família.

E aí: religião, vegetarianismo ou homossexualismo, o que é mais polêmico?

Por Kimono Vermelho (25/12/2011)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar conheça as nossas regrinhas:
-Não poste nada ofensivo, respeite os outros;
-Não brigue, aqui não é ringue de boxe;
-Não faça merchandising do seu blog com a desculpa de "ah, mas eu comentei sobre o post também".
Siga as regras e você não conhecerá o lado escroto da Kimono.